SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG.

OBRIGADO PELA VISITA. VOCÊ É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Além de visitar, PARTICIPE, opine, dê idéias, escreva textos e faça conosco esse blog. Estamos sempre esperando por você. VOCÊ é essencial para nós.

FAÇA O BLOG CONOSCO, ALÉM DE ACESSÁ-LO, VOCÊ TAMBÉM pode NOS ENVIAR INFORMAÇÕES, NOTÍCIAS, DENÚNCIAS...

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Há tempo de gritar e há tempo de calar...

O deputado estadual paraibano Gervázio Maia Filho, junto com os seus aliados, pseudos defensores da moralidade pública, apareciam semanalmente na emissora de Radio do grupo, na cidade de Catolé do Rocha para reclamar, para denunciar, enfim, estavam sempre se colocando como reclamantes, ou como uma espécie de mediadores entre o povo e o Poder Executivo Estadual. Faziam um barulho daqueles, disparando suas metralhadoras giratórias, com duras críticas e cobranças ao governo anterior, que nada prestava nada funcionava, que o estado e a cidade de Catolé do Rocha encontrava-se num verdadeiro caos.

Bem, isso é mais que louvável, precisamos de políticos assim, com essa coragem, com esse espírito combatente, defendendo os interesses do povo catoleense.

Mas, ultimamente o tom de voz mudou, mudou por quê? O governador agora é outro, porém as reivindicações devem continuar, pois as necessidades da população permanecem, então qual o motivo do silêncio?

De repente acabou a munição, não tem mais metralhadora, nem os esperneios, e a voz que bradava justiça emudeceu, cessou repentinamente aquela vontade de brigar pelas pessoas...?

Antes, alguns aliados, vereadores, e o próprio deputado, reclamavam alegando que seus pleitos não eram atendidos por estarem na oposição, mas agora que os senhores estão na situação, não têm mais desculpas, onde estão às soluções para os problemas que antes eram tantos, será que hoje não mais existem...?

O Estado passa por um momento de abandono na área de segurança. A violência está crescendo assustadoramente. Neste domingo 26 a cidade vizinha de Brejo dos Santos viveu um cenário de faroeste em plena luz do dia, já aqui em Catolé do Rocha o teto de gesso da Delegacia Regional de Catolé do Rocha (8ª DRPC) desabou neste final de semana e quase atingiu policiais civis e populares que estavam na Delegacia. Segundo informações preliminares, o fato ocorreu devido a inúmeras goteiras existentes no telhado que causaram a deterioração do revestimento de gesso. A Delegacia Regional de Catolé do Rocha centraliza praticamente todo o atendimento da regional, já que é a sede da DRPC. A população espera do governo providências enérgicas no combate à violência.
Já as prefeituras enfrentam uma crise já mais vista, principalmente as que não compõem o bloco do atual governador. Investimentos em setores essenciais foram cortados.

Mas esse filme eu já vi. E acho que a Paraíba deve ser muito maior do que as questiúnculas politiqueiras que sempre tomam conta do cenário. Este é o famoso método do “quanto pior melhor”, que não leva a absolutamente nada, e a conta sempre quem paga é o povo, os mais pobres, os mais carentes.
Mas será que os nossos políticos ou alguns dos nossos políticos não perceberam ainda que o atraso em que o nosso estado está atolado é culpa exatamente de comportamentos desse tipo?
Do contrário, estará provado: ou a farsa, ou a incompetência, ou o desprestígio dos senhores, pois uma coisa é estar ao lado do governador, outra coisa é estar ao lado do povo...


Não basta estar no poder, tem que resolver, então por que calou?



“Quem quiser governar deve analisar estas duas regras de Platão: uma, ter em vista apenas o bem público, sem se preocupar com a sua situação pessoal; outra, estender suas preocupações do mesmo modo a todo Estado, não negligenciando uma parte para atender outra. Porque quem governa a República é tutor que deve zelar pelo bem de seu pupilo e não o seu: aquele que protege só uma parte dos cidadãos, sem se preocupar com os outros, induz no Estado o mais maléfico dos flagelos, a desavença e a revolta."


Cícero

Nenhum comentário:

Postar um comentário